Dessecação garante maior produtividade da soja 1024 576 Atua Agro
Dessecação garante maior produtividade da soja

Dessecação garante maior produtividade da soja

Prática é estratégica no combate a plantas daninhas que competem com a produção e deve ser feita no momento certo e da forma adequada para que sejam obtidos os melhores resultados. Consultoria da Atua Agro oferece toda a orientação necessária para que esta etapa seja executada de forma eficaz e segura.

Para que uma lavoura se desenvolva de forma saudável e tenha um excelente potencial produtivo, é essencial que o produtor siga uma série de recomendações, independente de qual seja a cultura. O plantio da soja, por exemplo, é um dos que mais exigem atenção e disciplina. Esta, que é a principal cultura agrícola do país, com uma grande importância econômica para a balança comercial brasileira, é também extremamente sensível a diversos fatores externos. Daí a importância de cada uma das etapas do plantio ser seguida à risca e desenvolvida de forma assertiva, a fim de que sejam obtidos bons índices de produtividade.

Entre as práticas que devem ser adotadas antes mesmo do plantio é o da dessecação. Por meio dela, é possível uniformizar a maturação, antecipar a colheita, beneficiar plantios seguintes, como o do milho safrinha e, principalmente, controlar as plantas daninhas, que costumam concorrer com a soja desde o início da cultura. Embora esta seja uma prática comum e relativamente simples de ser desenvolvida, ela deve ser realizada com cautela. Caso contrário, o produtor pode comprometer toda a sua lavoura e sofrer grandes prejuízos.

Atenção a cada etapa

Primeiramente, há o momento da dessecação pré-plantio, com a finalidade de eliminar as plantas daninhas da lavoura antes mesmo da germinação. Em um momento seguinte, quando a soja está germinada, se desenvolvendo, deve ser feita a dessecação propriamente dita, pois este é um momento em que ela começa a ter concorrência com as plantas daninhas que também nascem nesse período.

A dessecação na soja desde o pré-plantio é essencial para que ela se desenvolva livremente e sem concorrentes, conforme explica o supervisor especialista da Atua Agro, Marcelo Dalmaso. “Ao crescer sem disputar nutrientes com outras plantas, ela vem mais sadia, mais forte, enraíza mais e consegue expressar um potencial produtivo melhor na colheita“, explica.

Os produtos da Syngenta indicados para a dessecação pré-plantio são o Gramoxone e o Dual Gold. Em conjunto, estes dois produtos são capazes de eliminar as plantas daninhas já existentes e evitar que outras germinem no local.

Já para o momento da dessecação na soja, pode-se utilizar o Zapp QI 620, um defensivo com glifosato e óleo mineral capaz de fazer uma perfeita limpeza e controle da soja. Este processo deve ser feito no momento da maturação fisiológica do grão – ou seja, no momento em que ele já tenha chegado ao máximo de peso e que já consiga se soltar fisiologicamente da planta. Caso seja feito antes, a produtividade pode ser comprometida.

Dalmaso ressalta a importância de a dessecação ser realizada de forma minuciosa e com orientação profissional, para que o produtor tenha sucesso no final deste processo. A prática deve ser feita com o produto certo, na quantidade adequada e no estágio ideal. “É essencial ter domínio na tecnologia de aplicação, respeitando o horário ideal, saber se tem umidade do solo, como está a umidade do ar para fazer esse controle. Se as regras não forem respeitadas, podem ocorrer grandes perdas de produtividade, afetando diretamente o peso do grão”, destaca o especialista. “Não basta comprar o produto e fazer a aplicação, mas sim, entender bem a tecnologia da aplicação. E é aí que o consultor da Atua Agro tem um papel estratégico, para que esse processo ocorra de forma assertiva”, completa.

Consultoria Atua Agro

A equipe da Atua Agro faz todo acompanhamento desde o final da safra de inverno e oferece a orientação necessária a produtores que queiram adotar esta prática de maneira eficiente e segura.

“Os agrônomos da casa possuem todos os seus clientes mapeados e fazem as visitas técnicas para identificar o momento ideal para a pré-dessecação. Eles também podem auxiliar na dosagem dos produtos, que depende da infestação das ervas daninhas”, explica Dalmaso. “A equipe também identifica as áreas que possuem esse banco de sementes invasoras e qual aplicação deve ser feita com êxito, com resultado, com maior potencial de resultado”, completa o especialista.

Para esclarecer dúvidas ou solicitar mais informações, entre em contato com a equipe da Atua Agro!

  • Mesmo com adversidades, safra 20/21 de soja bate recorde 1024 576 Atua Agro Safra 20/21 de soja bate recorde
  • Cuidados iniciais na lavoura: a importância do tratamento de sementes 1024 576 Atua Agro Sementes tratadas
  • A importância do manejo antecipado no controle de plantas daninhas 1024 1024 Atua Agro Plantas daninhas são um dos problemas mais conhecidos entre os agricultores e causam grandes prejuízos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Seu email não será publicado


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/atuaagro/public_html/wp-includes/functions.php on line 4613

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/atuaagro/public_html/wp-content/plugins/iubenda-cookie-law-solution/iubenda_cookie_solution.php on line 470

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/atuaagro/public_html/wp-content/plugins/really-simple-ssl/class-mixed-content-fixer.php on line 111